Residentes da Oncologia Clínica do Icesp obtêm média mais alta em exame mundial

Os residentes do segundo e terceiro ano do programa de residência médica de Oncologia Clínica do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp), unidade ligada ao Complexo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, alcançaram o melhor desempenho no exame anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO). O grupo obteve a maior média entre todas as instituições avaliadas e atingiu sua maior pontuação em relação a avaliações de anos anteriores, superando assim sua melhor marca.

A prova, que contemplou cerca de 230 programas de residência em Oncologia Clínica, foi realizada no início de março por mais de 2,2 mil profissionais de todo o mundo e contou com a participação de 25 residentes do Icesp. O Instituto superou em 13 pontos percentuais a média geral, obtendo um aproveitamento de 74%.

Na avaliação, os participantes têm que responder 200 questões de múltipla escolha que abrangem todas as áreas de conhecimento no campo oncológico, por meio de uma plataforma digital, ao longo de 6 horas.

“O exame da ASCO é um instrumento de reavaliação contínua dos alunos que estão em processo de formação como oncologistas clínicos. Participam desse exame residentes que atuam e têm o seu treinamento nas instituições mais sólidas e mais reconhecidas de diferentes países, como os dos Estados Unidos, e constatar que os residentes do Icesp alcançaram a média mais alta entre todos os programas avaliados, mostra a qualidade do ensino e a excelência dos profissionais de saúde formados neste instituto que integra o Complexo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP”, diz o Prof. Dr. Paulo Hoff, presidente do Conselho Diretor do Icesp e coordenador do programa de residência de Oncologia Clínica do Instituto.

Aconteceu no Icesp

ensino e pesquisa (2)
Especialização em Nutrição em Oncologia abre inscrições
CAPA
Residente do Programa de Residência Médica em Oncologia Clínica recebe prêmio internacional na ASCO
box 1
Prof. Dr. Paulo Hoff recebe prêmio de Personalidade do Ano na feira Hospitalar 2024
foto
Instituto do Câncer realiza mais uma edição do Programa “Você faz parte dessa história”
POST SITE
Registro Hospitalar de Câncer (RHC) do Icesp participa de evento da Fundação Oncocentro de São Paulo (FOSP)
Feed Estomaterapia
Inscrições abertas: Especialização de Enfermagem em Estomaterapia
06 de maio - aniversário Icesp evento - Post
Instituto do Câncer recebe selo de reacreditação internacional
capa
Instituto do Câncer realiza cerimônia em celebração dos 16 anos
240221 - Disciplina de Oncologia Clínica - foto tradicional com Prof
Médicos residentes do Icesp têm melhor desempenho em exame mundial pela terceira vez seguida

É o tratamento que utiliza iodo radioativo (Iodo-131) para o controle dos carcinomas diferenciados da glândula tireoide.

O objetivo é combater às células cancerígenas que ainda restaram na tireoide após a cirurgia (tireoidectomia) ou metástases, sendo destruídas através da radiação emitida pelo iodo.

Os pacientes recebem orientação para realização de uma dieta pobre em iodo, no período que antecede a internação, através do nutricionista ambulatorial. Evitam o consumo de sal iodado, sal marinho e alimentos salgados, pois são fontes de iodo.

O que você deve fazer:

• Enxágue a boca com água pura antes das refeições ou faça bochechos com chá de camomila antes das refeições.
• Experimente balas azedas e/ou ácidas ou gotas de limão (30 gotas em 1 copo de 200ml) ou gelatina de limão (caso não apresente feridas na boca).
• Use temperos naturais em maior quantidade, como: manjericão, orégano, salsinha, hortelã, alecrim, coentro, por exemplo.
• Substitua os talheres de metal pelos de plástico, caso sinta sabor residual metálico.
• Mantenha boa higiene bucal.

O que você deve evitar:

• Consumir alimentos muito quentes ou muito gelados.

O que você deve fazer:

• Preparar sua refeição na consistência que for mais bem tolerada, que ofereça menor dificuldade para mastigar ou engolir, podendo variar entre branda, pastosa ou líquida (conforme avaliação da fonoaudióloga).
• Tomar pequenos goles de água ou suco durante as refeições podem ajudar a engolir.
• Faça as refeições em pequenas quantidades, várias vezes ao dia.

O que você deve fazer:

• Consuma alimentos macios e pastosos.
• Prefira alimentos gelados ou à temperatura ambiente.
• Se necessário, utilize alimentos líquidos ou liquidificados.

O que você deve evitar:

• Alimentos ácidos, picantes ou muito salgados.
• Alimentos muito quentes.

O que você deve fazer:

• Prepare as refeições com caldos ou molhos. 
• Se não houver feridas na boca, chupe balas azedas e/ou ácidas, picolés ou gelo e mastigue chicletes (de preferência sabor menta), que podem ajudar a produzir mais saliva.
• Consumir líquidos em abundância: chás, sucos diluídos e, principalmente, água.

O que você deve evitar:

• Comer alimentos secos.

O que você deve fazer:

• Consuma líquidos em abundância (chás, sucos diluídos e principalmente água).
• Prefira frutas laxativas: ameixa, laranja, mamão, abacate, ameixa seca, manga, banana nanica.
• Consuma as frutas com casca e bagaço, quando possível.
• Consuma preferencialmente hortaliças cruas (legumes e verduras).
• Consuma farelo de cereais (arroz, aveia ou trigo).
• Consuma produtos integrais (arroz, pães e torradas).
• Consuma leguminosas regularmente (ervilha, feijão, grão de bico, lentilha, soja, por exemplo).
• Consuma leite e derivados: iogurte, leite fermentado, mingau de aveia.

O que você deve evitar:

• Alimentos constipantes, como ricota fresca, queijo branco, sagu, tapioca, maisena, banana prata, banana maçã, pera, goiaba e maçã sem casca e sem sementes, caju.

O que você deve fazer:

• Consuma líquidos em abundância: chás, sucos coados e principalmente água.
• Procure ingerir alimentos como batatas, chuchu, cenoura cozida, aipim, inhame, cará, creme de arroz, arroz, macarrão com molho caseiro coado, farinhas, torradas, biscoito água e sal ou de maisena, carnes grelhadas (frango, peixe ou boi).
• Prefira sucos de frutas coados: limonada, caju, maçã e laranja sem açúcar.
• Prefira leite de soja.
• Consuma as frutas: banana-maçã, maçã e pera sem casca, goiaba sem casca e semente, caju.
• Consuma apenas o caldo de leguminosas (feijão, ervilha, lentilha, grão de bico). 

O que você deve evitar:

• Leite e derivados. 
• Alimentos gordurosos (manteiga, toucinho, banha, creme de leite, por exemplo).
• Frutas cruas em geral.
• Frutas e sementes oleaginosas (abacate, coco, nozes, amêndoas, amendoim, castanhas). 
• Condimentos picantes (páprica, pimenta, mostarda, ketchup, por exemplo).
• Conservas em geral (picles, azeitona, palmito, aspargos, milho e ervilha).
• Embutidos (salsicha, linguiça, presunto, salame, mortadela, por exemplo). 
• Leguminosas (feijão, ervilha, lentilha, grão de bico).
• Hortaliças cruas: legumes e verduras folhosas.
• Alimentos que causam flatulência (gases), como couve-flor, brócolis, repolho e ovo.

O que você deve fazer:

• Prefira alimentos gelados ou em temperatura ambiente.
• Faça pequenas refeições em menor intervalo de tempo.
• Coma devagar e mastigue bem os alimentos.
• Beba sucos ou chupe gelo ou picolé de frutas cítricas, como limão (se não estiver com feridas na boca) nos intervalos das refeições.
• Realize suas refeições em lugares bem arejados.

O que você deve evitar:

•Frituras e alimentos gordurosos.
•Doces concentrados, como compotas, goiabada, marmelada.
•Condimentos fortes (pimenta, ketchup, mostarda, molho inglês, por exemplo).
•Deitar-se após as refeições.
•Ficar próximo à cozinha durante o preparo das refeições. 

Banco Santander 033

Agência 0201

Conta Corrente 13-005061-5

Fundação Faculdade de Medicina/ICESP

CNPJ 56.577.059/0006-06

Pular para o conteúdo
Faça a sua doação