Inscrições abertas: Mestrado Profissional em Inovação e Avaliação de Tecnologias em Cancerologia

Estão abertas as inscrições para o Mestrado Profissional em Inovação Tecnológica e Avaliação de Tecnologias em Cancerologia, promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Oncologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e realizado no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp).

O Mestrado Profissional conta com 10 vagas e tem duração de 24 meses. O objetivo do programa é qualificar profissionais atuantes ou que queiram se preparar para o mercado de trabalho, aliando de forma efetiva a capacitação de recursos humanos para o exercício da prática profissional avançada e transformadora com a temática voltada ao desenvolvimento de pesquisa de natureza aplicada, demandada por setores externos à Universidade.

Para a coordenadora do curso, a Profa. Dra. Maria Aparecida Azevedo Koike Folgueira, enquanto os mestrados acadêmicos são mais voltados para a pesquisa e capacitação para atuação em sala de aula, o Mestrado Profissional oferece um espaço de trocas e produção conjunta de conhecimentos com o setor produtivo, tanto na esfera pública quanto privada, disponibilizando a infraestrutura do Icesp, um complexo assistencial único para a abordagem do câncer na América Latina.

As inscrições são realizadas na secretaria de pós-graduação no Icesp. Para se inscrever o candidato precisa ser da área da saúde, e deve encaminhar para o e-mail mponco@usp.br: projeto de pesquisa; link para o CV Lattes; e o resultado de proficiência em inglês. Além disso, é necessário preencher um formulário, enviar os documentos comprobatórios e pagar a taxa.

Como parte do processo de inscrição, os candidatos deverão redigir um projeto de pesquisa sucinto, em até duas laudas, contendo justificativa, objetivos e métodos que pretendem empregar. Dentre os possíveis temas de pesquisa, encontram-se: Estudo para priorização de tecnologias em saúde por meio de análise de decisão de multicritérios; Avaliação da logística da radioterapia em pacientes com câncer; Tratamento de metástases cervicais do carcinoma de tireoide por ablação térmica percutânea guiada por ultrassonografia; Desenvolvimento de instrumento abrangente para identificação de indivíduos com alto risco para câncer hereditário; Estudos de custo-efetividade e custo-utilidade em pacientes com câncer de próstata; Custo-efetividade da adição do ribociclibe à hormonioterapia para o câncer de mama avançado receptor hormonal-positivo no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo; e Avaliação de novas alternativas de rastreamento do câncer do colo do útero. Além disso, outros temas podem ser propostos.

A Comissão Coordenadora do Programa é composta pela docente do Departamento de Radiologia e Oncologia da FMUSP, Profª Dra Maria Aparecida Azevedo Koike Folgueira (Coordenadora), pela docente do Departamento de Medicina Preventiva da FMUSP, Profa. Dra. Patrícia Coelho de Soárez (Vice-Coordenadora) e pelo pesquisador e coordenador do Laboratório de Avaliação de Tecnologias em Saúde do Icesp, Dr. Alessandro Gonçalves Campolina. As inscrições vão até dia 31 de janeiro de 2024 e, em caso de dúvidas, entre em contato com a secretaria do programa pelo e-mail: mponco@usp.br. Para mais informações, acesse o site:

Aconteceu no Icesp

ensino e pesquisa (2)
Especialização em Nutrição em Oncologia abre inscrições
CAPA
Residente do Programa de Residência Médica em Oncologia Clínica recebe prêmio internacional na ASCO
box 1
Prof. Dr. Paulo Hoff recebe prêmio de Personalidade do Ano na feira Hospitalar 2024
foto
Instituto do Câncer realiza mais uma edição do Programa “Você faz parte dessa história”
POST SITE
Registro Hospitalar de Câncer (RHC) do Icesp participa de evento da Fundação Oncocentro de São Paulo (FOSP)
Feed Estomaterapia
Inscrições abertas: Especialização de Enfermagem em Estomaterapia
06 de maio - aniversário Icesp evento - Post
Instituto do Câncer recebe selo de reacreditação internacional
capa
Instituto do Câncer realiza cerimônia em celebração dos 16 anos
240221 - Disciplina de Oncologia Clínica - foto tradicional com Prof
Médicos residentes do Icesp têm melhor desempenho em exame mundial pela terceira vez seguida

É o tratamento que utiliza iodo radioativo (Iodo-131) para o controle dos carcinomas diferenciados da glândula tireoide.

O objetivo é combater às células cancerígenas que ainda restaram na tireoide após a cirurgia (tireoidectomia) ou metástases, sendo destruídas através da radiação emitida pelo iodo.

Os pacientes recebem orientação para realização de uma dieta pobre em iodo, no período que antecede a internação, através do nutricionista ambulatorial. Evitam o consumo de sal iodado, sal marinho e alimentos salgados, pois são fontes de iodo.

O que você deve fazer:

• Enxágue a boca com água pura antes das refeições ou faça bochechos com chá de camomila antes das refeições.
• Experimente balas azedas e/ou ácidas ou gotas de limão (30 gotas em 1 copo de 200ml) ou gelatina de limão (caso não apresente feridas na boca).
• Use temperos naturais em maior quantidade, como: manjericão, orégano, salsinha, hortelã, alecrim, coentro, por exemplo.
• Substitua os talheres de metal pelos de plástico, caso sinta sabor residual metálico.
• Mantenha boa higiene bucal.

O que você deve evitar:

• Consumir alimentos muito quentes ou muito gelados.

O que você deve fazer:

• Preparar sua refeição na consistência que for mais bem tolerada, que ofereça menor dificuldade para mastigar ou engolir, podendo variar entre branda, pastosa ou líquida (conforme avaliação da fonoaudióloga).
• Tomar pequenos goles de água ou suco durante as refeições podem ajudar a engolir.
• Faça as refeições em pequenas quantidades, várias vezes ao dia.

O que você deve fazer:

• Consuma alimentos macios e pastosos.
• Prefira alimentos gelados ou à temperatura ambiente.
• Se necessário, utilize alimentos líquidos ou liquidificados.

O que você deve evitar:

• Alimentos ácidos, picantes ou muito salgados.
• Alimentos muito quentes.

O que você deve fazer:

• Prepare as refeições com caldos ou molhos. 
• Se não houver feridas na boca, chupe balas azedas e/ou ácidas, picolés ou gelo e mastigue chicletes (de preferência sabor menta), que podem ajudar a produzir mais saliva.
• Consumir líquidos em abundância: chás, sucos diluídos e, principalmente, água.

O que você deve evitar:

• Comer alimentos secos.

O que você deve fazer:

• Consuma líquidos em abundância (chás, sucos diluídos e principalmente água).
• Prefira frutas laxativas: ameixa, laranja, mamão, abacate, ameixa seca, manga, banana nanica.
• Consuma as frutas com casca e bagaço, quando possível.
• Consuma preferencialmente hortaliças cruas (legumes e verduras).
• Consuma farelo de cereais (arroz, aveia ou trigo).
• Consuma produtos integrais (arroz, pães e torradas).
• Consuma leguminosas regularmente (ervilha, feijão, grão de bico, lentilha, soja, por exemplo).
• Consuma leite e derivados: iogurte, leite fermentado, mingau de aveia.

O que você deve evitar:

• Alimentos constipantes, como ricota fresca, queijo branco, sagu, tapioca, maisena, banana prata, banana maçã, pera, goiaba e maçã sem casca e sem sementes, caju.

O que você deve fazer:

• Consuma líquidos em abundância: chás, sucos coados e principalmente água.
• Procure ingerir alimentos como batatas, chuchu, cenoura cozida, aipim, inhame, cará, creme de arroz, arroz, macarrão com molho caseiro coado, farinhas, torradas, biscoito água e sal ou de maisena, carnes grelhadas (frango, peixe ou boi).
• Prefira sucos de frutas coados: limonada, caju, maçã e laranja sem açúcar.
• Prefira leite de soja.
• Consuma as frutas: banana-maçã, maçã e pera sem casca, goiaba sem casca e semente, caju.
• Consuma apenas o caldo de leguminosas (feijão, ervilha, lentilha, grão de bico). 

O que você deve evitar:

• Leite e derivados. 
• Alimentos gordurosos (manteiga, toucinho, banha, creme de leite, por exemplo).
• Frutas cruas em geral.
• Frutas e sementes oleaginosas (abacate, coco, nozes, amêndoas, amendoim, castanhas). 
• Condimentos picantes (páprica, pimenta, mostarda, ketchup, por exemplo).
• Conservas em geral (picles, azeitona, palmito, aspargos, milho e ervilha).
• Embutidos (salsicha, linguiça, presunto, salame, mortadela, por exemplo). 
• Leguminosas (feijão, ervilha, lentilha, grão de bico).
• Hortaliças cruas: legumes e verduras folhosas.
• Alimentos que causam flatulência (gases), como couve-flor, brócolis, repolho e ovo.

O que você deve fazer:

• Prefira alimentos gelados ou em temperatura ambiente.
• Faça pequenas refeições em menor intervalo de tempo.
• Coma devagar e mastigue bem os alimentos.
• Beba sucos ou chupe gelo ou picolé de frutas cítricas, como limão (se não estiver com feridas na boca) nos intervalos das refeições.
• Realize suas refeições em lugares bem arejados.

O que você deve evitar:

•Frituras e alimentos gordurosos.
•Doces concentrados, como compotas, goiabada, marmelada.
•Condimentos fortes (pimenta, ketchup, mostarda, molho inglês, por exemplo).
•Deitar-se após as refeições.
•Ficar próximo à cozinha durante o preparo das refeições. 

Banco Santander 033

Agência 0201

Conta Corrente 13-005061-5

Fundação Faculdade de Medicina/ICESP

CNPJ 56.577.059/0006-06

Pular para o conteúdo
Faça a sua doação