Mar de rosas: Icesp promove lançamento do livro com relatos de integrantes do Programa Remama

Em dezembro, o Instituto do Câncer realizou a cerimônia de lançamento do livro “Mar de Rosas: a beleza em meio à turbulência trazida pelo câncer de mama”. A ocasião reuniu integrantes do Programa Remama, autoridades do Icesp e colaboradores para apresentar o projeto que reúne depoimentos de 46 remadoras rosas e membros que participaram do programa ao longo do tempo.

A abertura da cerimônia foi realizada pela coordenadora médica do serviço de reabilitação do Icesp, Profa. Dra. Christina May Moran de Brito, que contou a trajetória do Remama e homenageou personalidades que contribuíram para o sucesso do programa, como a presidente do conselho diretor do IMREA do HCFMUSP, Profa. Dra. Linamara Rizzo Battistella; a diretora executiva do Icesp, Joyce Chacon Fernandes; a professora da Escola de Educação Física e Esporte (EEFE) e do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP), e também coordenadora do programa, Profa. Dra. Patrícia Chakur Brum; os coordenadores Prof. Christian Klausener e do Prof. José Carlos Farah; e a coordenadora do programa e líder da Equipe Remama Dragão Rosa, Denise Chagas; entre outras pessoas que se destacaram ao longo dos anos.

Em seguida, após algumas falas dos homenageados, as remadoras rosas apresentaram os cânticos utilizados pelo grupo nas práticas de remo, sob orientação da professora Jule Pires do Amaral. Por fim, cada remadora recebeu um exemplar do livro em uma singela homenagem.

A Profa. Dra. Christina May Moran de Brito destaca a alegria e o orgulho de poder participar da construção do livro. “Ao elaborar cada um dos relatos, foi muito rico observar o diferente enfoque dado por cada uma delas e como as valiosas mensagens foram complementares. Ainda que tenham um fio comum, cada uma fez a sua costura, a sua leitura e o seu caminho – como acontece na bela pluralidade da vida. E a alegria, a força e a vivacidade deste vibrante grupo de mulheres são inspiradoras”, comenta.

Para Denise Chagas contribuir para o projeto do livro compartilhando sua história e assim incentivar outras pessoas é algo que jamais imaginou realizar em sua vida. “Nossos depoimentos passam pela surpresa, pela incerteza e pela fé. São desafios e superações diárias. Precisamos reaprender  a lidar com situações corriqueiras, a aceitar ajuda, a viver o presente. Valorizar cada momento, celebrar vitórias, demonstrar sentimentos. Minha gratidão à Dra. Christina, que com sua sensibilidade nos colocou juntas, para além do barco, demonstrando que há vida após e apesar do câncer”, finaliza.

Aconteceu no Icesp

Two general practitioners analyzing medical reports at doctor's office
Icesp promove Capacitação Técnica em Monitorização Hemodinâmica e Manejo de exames laboratoriais e de imagem em Pacientes Críticos
A124 - Centro de Reabilitação - CARF_linkedin
Serviço de Reabilitação do Icesp recebe selo de reacreditação da Commission on Accreditation of Rehabilitation Facilities (CARF)
capa
Instituto do Câncer promove ação na Avenida Paulista para campanha de conscientização sobre o HPV
240219 - Colação de grau - Residentes da Oncologia Clínica, Radi ( (575)
Instituto do Câncer realiza cerimônia de colação de grau dos residentes médicos
240219 - Inauguração do Centro de Estudos e Tecnologias Convergentes para Oncolo (23)
Icesp promove inauguração do Centro de Estudos e Tecnologias Convergentes para Oncologia de Precisão da USP (C2PO)
231218 - Lançamento do Livro Mar de Rosas (5)
Mar de rosas: Icesp promove lançamento do livro com relatos de integrantes do Programa Remama
Feed_cuidados_paliativos_enfase_ocnologia_adulto_01 (1)
Inscrições abertas: Especialização Multiprofissional em Cuidados Paliativos com Ênfase em Oncologia no Adulto
Feed_Radioterapia-para-formação-de-dosimetristas_01 (1)
Inscrições abertas: Especialização em Radioterapia para Formação de Dosimetristas
DCIM100MEDIADJI_0125
Instituto do Câncer realiza 7ª edição da Icesp Run

É o tratamento que utiliza iodo radioativo (Iodo-131) para o controle dos carcinomas diferenciados da glândula tireoide.

O objetivo é combater às células cancerígenas que ainda restaram na tireoide após a cirurgia (tireoidectomia) ou metástases, sendo destruídas através da radiação emitida pelo iodo.

Os pacientes recebem orientação para realização de uma dieta pobre em iodo, no período que antecede a internação, através do nutricionista ambulatorial. Evitam o consumo de sal iodado, sal marinho e alimentos salgados, pois são fontes de iodo.

O que você deve fazer:

• Enxágue a boca com água pura antes das refeições ou faça bochechos com chá de camomila antes das refeições.
• Experimente balas azedas e/ou ácidas ou gotas de limão (30 gotas em 1 copo de 200ml) ou gelatina de limão (caso não apresente feridas na boca).
• Use temperos naturais em maior quantidade, como: manjericão, orégano, salsinha, hortelã, alecrim, coentro, por exemplo.
• Substitua os talheres de metal pelos de plástico, caso sinta sabor residual metálico.
• Mantenha boa higiene bucal.

O que você deve evitar:

• Consumir alimentos muito quentes ou muito gelados.

O que você deve fazer:

• Preparar sua refeição na consistência que for mais bem tolerada, que ofereça menor dificuldade para mastigar ou engolir, podendo variar entre branda, pastosa ou líquida (conforme avaliação da fonoaudióloga).
• Tomar pequenos goles de água ou suco durante as refeições podem ajudar a engolir.
• Faça as refeições em pequenas quantidades, várias vezes ao dia.

O que você deve fazer:

• Consuma alimentos macios e pastosos.
• Prefira alimentos gelados ou à temperatura ambiente.
• Se necessário, utilize alimentos líquidos ou liquidificados.

O que você deve evitar:

• Alimentos ácidos, picantes ou muito salgados.
• Alimentos muito quentes.

O que você deve fazer:

• Prepare as refeições com caldos ou molhos. 
• Se não houver feridas na boca, chupe balas azedas e/ou ácidas, picolés ou gelo e mastigue chicletes (de preferência sabor menta), que podem ajudar a produzir mais saliva.
• Consumir líquidos em abundância: chás, sucos diluídos e, principalmente, água.

O que você deve evitar:

• Comer alimentos secos.

O que você deve fazer:

• Consuma líquidos em abundância (chás, sucos diluídos e principalmente água).
• Prefira frutas laxativas: ameixa, laranja, mamão, abacate, ameixa seca, manga, banana nanica.
• Consuma as frutas com casca e bagaço, quando possível.
• Consuma preferencialmente hortaliças cruas (legumes e verduras).
• Consuma farelo de cereais (arroz, aveia ou trigo).
• Consuma produtos integrais (arroz, pães e torradas).
• Consuma leguminosas regularmente (ervilha, feijão, grão de bico, lentilha, soja, por exemplo).
• Consuma leite e derivados: iogurte, leite fermentado, mingau de aveia.

O que você deve evitar:

• Alimentos constipantes, como ricota fresca, queijo branco, sagu, tapioca, maisena, banana prata, banana maçã, pera, goiaba e maçã sem casca e sem sementes, caju.

O que você deve fazer:

• Consuma líquidos em abundância: chás, sucos coados e principalmente água.
• Procure ingerir alimentos como batatas, chuchu, cenoura cozida, aipim, inhame, cará, creme de arroz, arroz, macarrão com molho caseiro coado, farinhas, torradas, biscoito água e sal ou de maisena, carnes grelhadas (frango, peixe ou boi).
• Prefira sucos de frutas coados: limonada, caju, maçã e laranja sem açúcar.
• Prefira leite de soja.
• Consuma as frutas: banana-maçã, maçã e pera sem casca, goiaba sem casca e semente, caju.
• Consuma apenas o caldo de leguminosas (feijão, ervilha, lentilha, grão de bico). 

O que você deve evitar:

• Leite e derivados. 
• Alimentos gordurosos (manteiga, toucinho, banha, creme de leite, por exemplo).
• Frutas cruas em geral.
• Frutas e sementes oleaginosas (abacate, coco, nozes, amêndoas, amendoim, castanhas). 
• Condimentos picantes (páprica, pimenta, mostarda, ketchup, por exemplo).
• Conservas em geral (picles, azeitona, palmito, aspargos, milho e ervilha).
• Embutidos (salsicha, linguiça, presunto, salame, mortadela, por exemplo). 
• Leguminosas (feijão, ervilha, lentilha, grão de bico).
• Hortaliças cruas: legumes e verduras folhosas.
• Alimentos que causam flatulência (gases), como couve-flor, brócolis, repolho e ovo.

O que você deve fazer:

• Prefira alimentos gelados ou em temperatura ambiente.
• Faça pequenas refeições em menor intervalo de tempo.
• Coma devagar e mastigue bem os alimentos.
• Beba sucos ou chupe gelo ou picolé de frutas cítricas, como limão (se não estiver com feridas na boca) nos intervalos das refeições.
• Realize suas refeições em lugares bem arejados.

O que você deve evitar:

•Frituras e alimentos gordurosos.
•Doces concentrados, como compotas, goiabada, marmelada.
•Condimentos fortes (pimenta, ketchup, mostarda, molho inglês, por exemplo).
•Deitar-se após as refeições.
•Ficar próximo à cozinha durante o preparo das refeições. 

Banco Santander 033

Agência 0201

Conta Corrente 13-005061-5

Fundação Faculdade de Medicina/ICESP

CNPJ 56.577.059/0006-06

Pular para o conteúdo
Faça a sua doação