O que é o câncer de ovário?

O ovário é um dos órgãos que compõem o sistema reprodutor feminino. Neoplasias nesta região são de difícil diagnóstico. Geralmente, são tumores que se iniciam na superfície do órgão (carcinomas epiteliais) ou tumor maligno de células germinativas, responsáveis por originar os óvulos.

Quais são as principais causas deste tipo de câncer?

Obesidade; terapia de reposição hormonal; não ter filhos ou nunca ter amamentado; menopausa tardia; e histórico de casos de câncer de mama ou de ovário na família são alguns casos que apresentam maior risco de desenvolver a doença.

Quais são os sintomas?

Em casos iniciais, este tipo de câncer não causa sintomas. Com o crescimento do tumor, a mulher pode sofrer com dor, inchaço ou pressão no abdômen, na pelve, nas costas ou nas pernas, náusea, indigestão, gases, prisão de ventre ou diarreia e cansaço constante. Apesar de pouco comuns, vontade frequente de urinar com urgência e sangramento vaginal podem ser sinais de risco.

Como é feito o diagnóstico?

Tumores pequenos são difíceis de diagnosticar com exame clínico pelo médico. Estes podem ser diagnosticados e avaliados com a realização da ecografia pélvica transvaginal e transabdominal. Uma tomografia computadorizada pode ser solicitada pelo médico. O diagnóstico e o tratamento são definidos após cirurgia para retirada do tumor.

Como é o tratamento?

O tratamento pode ser feito por cirurgia associada ou não a quimioterapia. A escolha dependerá do estágio do tumor, da idade e das condições clínicas da paciente, entre outros fatores.

INSTITUTO DO CÂNCER DO ESTADO DE SÃO PAULO

Av. Dr. Arnaldo, 251 - Cerqueira César - São Paulo - SP
CEP: 01246-000 | Tel.11 3893-2000